IV CIELLA - Congresso Internacional de Estudos Linguísticos e Literários na Amazônia
logo

RESUMO - RELATOS DE EXPERIêNCIA

Autor do Trabalho
B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z

PROPOSTA DE TRABALHO EM NOVAS TECNOLOGIAS E LETRAMENTO: PRAXIS VOLTADA PARA UMA PERSPECTIVA SOCIOAMBIENTAL COM A EDUCAÇÃO INFANTIL

Ana Cláudia Cunha D'Assunção - UFPB - Autor Principal
anaclaucunhaselfreal@hotmail.com

Ana Flávia Florentino Freitas - UFPB
anaflaviaead.7@gmail.com

Georgina Alves da Fonseca - UFPB
ginacrei@hotmail.com

Orientador: Prof. Msc. Ednildon Fideles Ramalho Júnior - UFPB

O trabalho apresentado analisa e descreve o trajeto de crianças pertencentes ao Pré-Escolar II de um Centro de Referência em Educação Infantil de João Pessoa, capital do Estado da Paraíba, no Brasil e se refere à construção de processos identitários e de alfabetização através do contexto socioambiental dos sujeitos em suas dimensões geográficas, biológicas, históricas, sociais , subjetivas e lingüísticas considerando os links entre o seu meio natural e o seu mundo social articulados em uma proposta de letramento inicial que contempla a passagem da escrita silábica para a silábica alfabética. Para tanto, foram propostas atividades que envolvem a compreensão prévia do educando acerca da fauna brasileira e mais especificamente do peixe-boi (TRICHECHUS Manatus) e fundamenta-se em práticas ancoradas na inter-relação entre os saberes socioambientais e linguísticos com as novas tecnologias/mídias, objetivando a sua aplicabilidade nas creches públicas e estabelecimentos privados de ensino bem como o desenvolvimento de habilidades e competências em escrita e leitura. Para tanto, foram utilizados os seguintes procedimentos metodológicos: pesquisa e notas de campo, atividades de desenho, pintura, recorte,colagem, exibição de vídeo acerca do objeto de estudo, além da pesquisa em sites educacionais e jogos eletrônicos referentes à preservação do bioma amazônico, atividades escritas silábicas, jogo da memória e exercícios que estimulam a aquisição da coordenação motora fina/grossa e o desenvolvimento da capacidade de análise pelos sujeitos. À luz das teorias de CASTELS (1999), FREEMAN (1982),LEVY (1993), DOWBOR(2001),BRUNNER (2004),BRANCO (2003), KOLLER(2004),BRASIL (1997),(1998),(1999), FAULSTICH (1987),MARTINS (2003),KATO(1999) e RANGEL (2005) realizou-se esta pesquisa-ação em que foram abordados conceitos pertinentes a estratégias de letramento, às tecnologias e a sua amplitude na educação ambiental para crianças pertencentes à Pré-Escola, cidadãos reflexivos e participativos que no futuro estarão aptos a exercer o protagonismo no seu contexto acadêmico, no mundo do trabalho e na sociedade.

Palavras-Chave: Letramento; Tecnologia; Meio Ambiente.


LÍNGUA INGLESA EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM: UMA EXPERIÊNCIA NO MOODLE E EDMODO

Ana Lilia Carvalho Rocha - UFPA - Autor Principal
liliateacher@hotmail.com

O presente relato de experiência tem por objetivo narrar como se deu o Ensino e Aprendizagem de Língua Inglesa em Ambiente Virtuais de Aprendizagem. Visto que o espaço da sala de aula já não comporta mais as inúmeras possibilidades de experiências de aprendizagem que estão em consonância com as novas ferramentas tecnológicas, ambientes virtuais de aprendizagem passam a ser o novo local de aprendizagem. Desta maneira, o ensino e a aprendizagem de Línguas Estrangeiras se beneficiam e torna-se possível alcançar um número maior de aprendizes, que são contemplados com a possibilidade de estudar em ambientes virtuais, que são suportados pelas presenças físicas de infocentros. O LIAVA (Língua Inglesa em Ambiente Virtuais de Aprendizagem) pretende alcançar a comunidade acadêmica do Campus de Cametá em dois momentos distintos: a) letramento digital dos alunos do Curso de Letras – Inglês em AVAS, em especial os ambientes virtuais EDMODO e MOODLE; b) aplicação de um curso de Inglês Instrumental, com carga horária de 60 horas nas plataformas EDMODO e MOODLE, destinado a comunidade cametaense, tanto interna, quanto externa ao campus de Cametá.

Palavras-Chave: Língua Inglesa; Ambientes Virtuais de Aprendizagem; Ensino de Línguas.


IDENTIDADE E VOZ DO POVO NORDESTINO NA LITERATURA REGIONALISTA

André Magri Ribeiro de Melo - E. M. Adalberto Nobre de Siqueira - Autor Principal
andre.letraslp@gmail.com

A experiência foi desenvolvida com alunos dos anos finais do ensino fundamental nos estudos de língua materna. A partir do diagnóstico de que os educandos, residentes no campo e estudantes de uma escola do campo, não valorizavam os aspectos inerentes ao seu lugar, incluindo a tradição cultural e a memória popular, a ideia de transformar essa realidade através da leitura, estudo e análise da produção literária regionalista nordestina, perpassando os caminhos da educação para a convivência com o semiárido, surgiu diante da comunidade escolar e local. De 6º ao 9º ano, os estudantes leram autores de relevância social e literária na discussão regionalista, dentre eles Ariano Suassuna, Graciliano Ramos, José Lins do Rego e Osman Lins. Nesse sentido, foram realizadas assembleias em sala para discutir as impressões dos alunos sobre as obras, bem como analisá-las a partir da comparação com outras peças literárias de enfoque regional. Tendo s ido cativados e despertados pelo traço forte e escrita desnuda dos ícones da prosa e do teatro regionalista, os alunos foram convidados a refletir a condição do homem de sua localidade, construindo – ou desconstruindo – relações semânticas e sociais entre mundo ficcional e mundo real. Em seguida, engajaram-se na produção de memórias literárias, resenhas críticas, poemas e relatos de experiência, gêneros de texto apresentados em sala, discutidos e postos à prática a partir das vivências dos alunos com o texto literário, a tradição regionalista e a memória local. Todo o processo de leitura e pesquisa foi orientado e, com isso, os estudantes produziram seus diários de bordo, suporte onde constam suas impressões sobre a literatura, as aulas de língua materna, seus anseios e sonhos, bem como os aspectos inerentes ao seu processo de aprendizagem. As ações estão amparadas nas reflexões propostas por Freire (1991), Hall (2006), Bakthin (1997) e Morin (2000).

Palavras-Chave: Literatura Regionalista; Educação; Identidade.


IV CIELLA

Universidade Federal do Pará - UFPA
E-mail: ivciella@gmail.com
Homepage: www.ufpa.br/mletras
Fone/Fax: (91) 3201.7499
(91)32017501